5 consequências de um crédito malparado

5 consequências de um crédito malparado

A verdade é que, ao firmar um contrato com uma instituição financeira, aceitam-se uma série de obrigações, entre as quais destaca-se a obrigação de pagar as mensalidades do empréstimo; sobretudo, ser capaz de arcar com a devolução integral da quantidade emprestada. É por isso que sempre frisamos a importância de solicitar um empréstimo responsavelmente, considerando as condições pessoais e financeiras de pagá-lo. É necessário estar atento já que existem possíveis causas imprevistas, como, por exemplo, desemprego, doença, invalidez ou até mesmo divórcio no decorrer do reembolso deste empréstimo.

 

Enquanto os bancos esforçam-se para reduzir os volumes do também chamado crédito malparado, Portugal se mantém com 10,5% estando na lista dos países com as percentagens mais altas. Uma realidade grave e que atinge muitas famílias.

 

Nesse artigo informamos-lhe quais são as principais consequências de um crédito malparado e como evitá-lo. Caso já tenha alguma prestação vencida, não se preocupe, pois para tudo existe uma solução.

 


 Ventajas Encontre o seu crédito consolidado pela Kreditiweb


 

As 5 consequências de um crédito malparado

 

1. Registo na lista negra do Banco de Portugal

O primeiro que acontecerá ao deixar de pagar as mensalidades do empréstimo, será o registo do seu nome na "lista negra" da Central de Responsabilidades de Crédito (CRC) do Banco de Portugal, devido ao incumprimento. Trata-se, em realidade, de uma base de dados que reúne informações positivas e/ou negativas de todas as pessoas (singulares ou coletivas) que possuem um historial bancário. Em caso de incumprimento, estará listado até a que a situação esteja resolvida. 

 

2. Entrega da casa ou outra garantia bancária ao banco

Dependendo da modalidade do crédito contratado, pode ser necessário apresentar alguma garantia, ou seja, constará no contrato que, em caso de incumprimento do pagamento, a garantia será utilizada para pagar as dívidas. Por exemplo, no crédito habitação com imóvel em garantia, o seu imóvel poderia ser tomado pelo banco para pagar as dívidas em atraso, já que ele foi oferecido como garantia para o empréstimo.

 

3. Busca de emprego afetada

Ter o nome na "lista negra" do Banco de Portugal é somente o começo. Estar em situação de incumprimento poderá significar um obstáculo para conseguir emprego, já que os empregadores podem pedir para ver o historial de crédito do candidato. É uma possibilidade real, embora não seja comum em Portugal. 
 

4. Penhora de vencimento

É necessário ressaltar também que o seu salário mensal, na sua totalidade ou parte dele, poderá ser ordenado à penhora até a dívida ser saldada. Também chamado de penhora de vencimento, esse processo se inicia quando o empregador do devedor recebe uma notificação judicial. Existem algumas regras para determinar se o devedor poderá ou não sofrer uma penhora:

 

  1. Somente pode ser aplicada ao salário líquido;

  2. E do salário líquido, somente um terço descontado;

  3. Não podem ser penhorados salários abaixo do ordenado mínimo (600 euros).

 

5. Dificuldades legais

Se entrou em situação de incumprimento, o primeiro passo será tentar renegociar a dívida com o banco para, quem sabe, encontrar uma nova solução como um prazo de devolução mais longo e uma prestação reduzida. Caso contrário, a instituição poderá supor que tem o dinheiro e simplesmente não quer pagar, podendo enviar uma primeira notificação legal e solicitar posteriormente a cobrança coerciva do crédito, que pode resultar na penhora de bens ou penhora de vencimento do devedor. 

 

Como evitar o crédito malparado?

 

Se ainda não tem prestações em atraso, mas que prevê este acontecimento, recomendamos que sejam tomadas algumas medidas para evitar a dor de cabeça de possuir um crédito malparado. Veja abaixo algumas dicas úteis:


 

1. Contactar o banco para renegociar os créditos. Como explicado acima, esta também é uma possibilidade caso ainda não esteja endividado. Segundo o Banco de Portugal, esta condição só é possível no caso de haver um acordo entre o cliente e a instituição de crédito, e somente são aceites alterações nas condições do empréstimo, por exemplo: spread, prazo do indexante, regime da taxa de juro, prazo para a amortização do empréstimo ou a modalidade de reembolso;

 

2. Recorrer à consolidação de dívidas. Caso tenha mais do que um empréstimo (por exemplo, um crédito pessoal e um crédito habitação) poderá contar com o serviço bancário de crédito consolidado que algumas instituições financeiras oferecem. É uma solução que, sem precisar mudar de banco, unifica todos os seus créditos em apenas um, com uma única mensalidade reduzida e prazo de devolução do crédito mais alargado, facilitando a gestão de pagamentos.

 

E se eu já tiver um crédito malparado?

 

Se já possui um crédito malparado e se encontra em situação de incumprimento, indicamos que procure uma empresa de reestruturação de crédito que, através de um plano de poupança personalizado e da renegociação com os seus credores, poderá conseguir um desconto de até 50% das suas dívidas e uma nova condição de pagamento, mais ajustada ao seu perfil financeiro. Se quer resolver as suas dívidas, aconselhamos que acesse Deudai, uma das maiores plataformas online dedicada exclusivamente à renegociação de dívidas.

 


 

 Ventajas Encontre o seu crédito consolidado pela Kreditiweb


 

Publicado por Kreditiweb

comentarios0 comentários

Deixe um comentário

Antes de confirmares o pedido, por favor lê a informação básica sobre a proteção de dados aqui.
Cargando

Seu comentário foi adicionado corretamente

Muito obrigado por enviar um comentário. Seu comentário será revisado e se cumpre com os requisitos será publicado.

Erro a adicionar seu comentário