Como o coronavírus afeta a economia portuguesa?

Como o coronavírus afeta a economia portuguesa?

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), ao dia de ontem, o número de pessoas afetadas no mundo pelo coronavírus chegou a 87.565, incluindo 2.990 mortes em 64 países. 

Entre os mais afetados, estão os países da China, Coréia do Sul, Itália, Irã e Japão. Aqui na Europa, os países mais afetados com o Covid-19 são Itália (1.577 casos, 34 mortes), Alemanha (117 casos), França (100 casos, 2 mortes) e Espanha (80 casos).

Segundo autoridades da saúde, foram registrados 15 novos casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus neste domingo (01/03) em Portugal, subindo o total para 85 desde o início do surto. Dos 70 casos anteriores registrados, 67 tiveram resultado negativo após testes laborais, sendo que ainda estão aguardando resultados dos 3 restantes. Os novos casos passarão por avaliações e em breve os resultados serão divulgados. 

É importante lembrar que até o dia de hoje, não existem casos confirmados em Portugal

Além disso, o país ocupa a 20º posição do ranking do Índice Global de Segurança em Saúde, que registra a eficiência a reagir a surtos como o coronavírus. O estudo lançado em outubro do ano passado, revela que Portugal está muito bem preparado para tratar ou reagir a uma epidemia – ou pandemia – do que outros, à frente de países como Japão, Irlanda e Singapura. 

A Direção Geral de Saúde (DGS) manteve no sábado (29/02) o risco da epidemia para a saúde pública de Portugal em "moderado a elevado". As recomendações gerais são multiplicar o cuidado com a higiene e evitar zonas de risco. Em caso de que aconteça, é necessário estar atento a eventuais aparecimentos de sintomas e ao contato com outras pessoas. Ainda assim, é recomendado agir com calma e esperar notícias do governo português em caso de novas informações.
 


  Ventajas Encontre o seu crédito pela Kreditiweb


 

A contaminação econômica


O surto de coronavírus foi detectado em dezembro do ano passado na China, onde hoje abriga 99% dos casos de Covid-19 no mundo. Além disso, o país considerado de grande potência econômica representa 17% do PIB mundial.

Os primeiros efeitos do coronavírus na China foram refletidos no mercado de ações, seguido de queda nos preços do petróleo. Apesar das medidas tomadas pelo governo chinês para fechar aeroportos, prolongar as férias e investir milhões de euros no sistema financeiro para amortecer o golpe, parece impossível evitar a propagação do vírus e as suas consequências. 

Segundo a Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA), estima-se uma redução de 4,7% de passageiros devido ao novo coronavírus, o que terá um impacto negativo global de 27,1 mil milhões de euros em comparativa às estimativas para este ano (+ 4%). A aviação chinesa será a mais afetada devido às fortes restrições impostas pelo Governo, que ordenou a suspensão inclusive de muitos voos internos. 
 


 

Como o coronavírus afeta a economia portuguesa? 


Em entrevista ao Diário de Notícias no último sábado (29/02), Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros ressalta que “a China não está entre os dez maiores parceiros comerciais de Portugal como cliente de bens”, entretanto, “podemos sofrer efeitos indiretos”. Silva comenta que “se a China diminui as suas importações da Alemanha, Portugal pode ser atingido indiretamente”, já que isso deve-se ao fato de que a Alemanha é um grande importador de produtos portugueses.

Ainda, o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, em entrevista à Reuters, na última sexta (28/02), ressaltou que “este é apenas o começo”, frisando ser ainda “muito cedo para medir o impacto exato” do Covid-19. Ainda, Centeno relembrou que o impacto parece ser “temporário” mas não descarta o risco negativo que pode ter nos mercados mundiais.

Além disso, convocou para quarta-feira, dia 04 de março, uma teleconferência para “coordenar as respostas nacionais” de cada país da União Europeia devido à epidemia do Covid-19, na sequência dos “recentes desenvolvimentos” econômicos e financeiros. 
 


 

Problemas no setor turístico?


Segundo Francisco Calheiros, da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), o impacto que a epidemia terá na atividade turística ainda está a ser avaliado e assegurou, na última sexta (29/02), que está a acompanhar o desenvolvimento do contágio do novo coronavírus e a avaliar o seu impacto no setor de turismo, sendo a segurança das pessoas a sua principal preocupação. 

A Associação Portuguesa da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) já emitiu um comunicado alertando o Governo para as possíveis quebras no setor, apelando também à Secretaria de Estado do Turismo por medidas de apoio às empresas.

Entretanto, sendo um país sem registro de casos confirmados de novo coronavírus, Portugal poderá tornar-se num destino de férias seguro para muitos turistas

A comunidade chinesa comunicou que pretende criar uma nova associação com agências de viagens, hotéis, restaurantes e lojas em Portugal com o objetivo de "lidar com os impactos da epidemia do coronavírus" e reforçar as ligações entre Portugal e a China a nível de turismo.

 


Está a precisar de ajuda financeira?


Na Kreditiweb analisamos o teu caso pessoalmente e encontramos os produtos que mais adaptam-se ao teu perfil.

  • Com as melhores condições
  • Resposta em 2 minutos
  • GRÁTIS e sem compromisso
     

 


 

Publicado por Kreditiweb

comentarios0 comentários

Deixe um comentário

Antes de confirmares o pedido, por favor lê a informação básica sobre a proteção de dados aqui.
Cargando

Seu comentário foi adicionado corretamente

Muito obrigado por enviar um comentário. Seu comentário será revisado e se cumpre com os requisitos será publicado.

Erro a adicionar seu comentário